Teoria Inatista

A teoria inatista se fundamenta em uma concepção de ser humano inspirada na filosofia racionalista e idealista. O racionalismo se norteia pela crença de que o único meio para se chegar ao conhecimento é por intermédio da razão, já que esta é inata, imutável e igual em todos os homens. Para o idealismo, o real é confundido com o mundo das idéias e significados. Dar realidade às idéias, oferecer respostas ideais (de idéias) às questões reais (Nunes, 1986, p. 25). É a forma de compreender a realidade, na qual o espírito vai explicar e produzir a matéria.

Enfatizando os fatores maturacionais e hereditários, essa perspectiva entende que o ser humano é um sujeito fechado em si mesmo, nasce com potencialidades, com dons e aptidões que serão desenvolvidos de acordo com o amadurecimento biológico.

Uma vez que é dotado de dons divinamente justificáveis, o ser humano, assim entendido, não tem possibilidade de mudança, não age efetivamente e nem recebe interferências significativas do social. Nada depois do nascimento é importante, visto que o homem já nasce pronto, incluindo a personalidade, os valores, os hábitos, as crenças, o pensamento, a emoção e a conduta social. O ser humano, concebido como biologicamente determinado, remete a uma sociedade harmônica, hierarquizada, que impossibilita a mobilidade social, embora o discurso liberal a afirme.

Nessa perspectiva temos uma sociedade capitalista que valoriza o individual em detrimento do so­ci­al, gerando competitividade, acirrando as diferenças de classe, gênero e etnia.

O entendimento do desenvolvimento é baseado no pressuposto de que, ao aprender, o ser humano aprimora aquilo que já é inato avançando no seu desenvolvimento (o vir-a-ser). É um passo na aprendizagem e dois no desenvolvimento. Há uma expectativa de que o ser humano deixe desabrochar suas potencialidades e aptidões. A aprendizagem depende do desenvolvimento.

Na educação o papel do professor é o de facilitar que a essência se manifeste, entendendo-se que quanto menor a interferência, maior será a espontaneidade e criatividade do aluno. Essa concepção de homem tem fundamentado pedagogias espontaneístas que subestimam a capacidade intelectual do ser humano, na medida em que o sucesso ou fracasso é atribuído, única e exclusivamente, ao aluno, ao seu desempenho, aptidão, dom ou maturidade (Rego, 1996).

A aplicação dessa concepção na educação gera imobilismo e resignação, pois se considera que as diferenças não são superadas, uma vez que o meio não interfere no desenvolvimento da criança. Considera-se também que o resultado da aprendizagem é exclusivamente do aluno, isentando de responsabilidade o professor e a escola.

About these ads
Explore posts in the same categories: Filosofia

Tags: , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

14 Comentários em “Teoria Inatista”

  1. LUCIANA Says:

    Muito obrigado Alberto seu blog contribui com pessoas como eu que não temos fonte de pesquisa suficiente na Faculdade.
    Fizemos um trabalho sobre a teoria inatista seus textos contribuiram muito.
    Luciana Colinas – TO

  2. maria eugenia Says:

    gostaria de saber qual o nome dos dois livros que vc faz referencia no texto o do rego e do nunes .obrigada

  3. walmir Says:

    Sou muito grato em ter atráves de seu blog a possibilidade de saber um pouco mais sobrew inatismo, na atual conjuntura da educaçlção agregamos conhecimentos com o envolvimento de todos da educação elencar um único vencedor e derrotado fere alguns preceitos mas precisamos respeitar antigas metodologias e metodos que com certeza somam para a dita evolução de nossa pasta por uma educação melhor e uma sociedade também.

  4. silva Says:

    O mundo se pensasse como o editor não haveria fome, guerra ou (assimetrias regionãs). as palavras do Editor queria dizer Bem estar para todos.

  5. val melo Says:

    Vou apresentar um seminário o qual uma das posiçoes é a inatista-maturacionista ou racionalismo,quero dizer que nem em livros achei matéria tão bem explicada e mastigada.Parabéns por ser preocupado em ajudar,sua contribuição é muito proveitosa.Obrigada!

  6. josiane Says:

    inatista para mim é uma nova fonte de estudos, e de conhecer o penssamentos de grandes filósofos, que contribuem com os estudos da literatura e pedagogia.

  7. BEATA Says:

    Inastista é legal :p!!!

  8. RENATA Says:

    Ah aki nem tem o nome desse homen dai manow.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: